Reformar a casa é um sonho para muitas pessoas, enquanto para outras é uma necessidade.

As vezes algo não está funcionando direito, e gostaríamos que tivesse um espaço mais adequado para determinado uso, como um escritório, quarto de hóspedes, ou mesmo um quarto de bebê que está a caminho. Outras vezes só queremos dar um “up” na casa, fazer uma estante para organizar as coisas, deixa-la mais bonita, etc.

Independente do motivo e tamanho da reforma, preparei esse post com itens importantes a se conhecer antes de tomar qualquer decisão, para na hora da reforma você não se deparar com muitas surpresas.

[space_20]

DESENVOLVENDO O PROJETO:

  • Contrate um arquiteto, mesmo que seja simples, ele é especialista em espaços e circulações, e vai te ajudar a definir a melhor solução possível para o seu caso.

  • Durante o projeto você e o arquiteto terão bastante contato, portanto escolha alguém com quem se identifique e tenha uma boa relação.

  • Quando for contratar um arquiteto, não se deixe levar somente pela beleza do projeto, verifique se ele está atendendo todas as suas necessidades.

  • Tenha bem definido quais são suas necessidades e expectativas, para que o profissional possa atender corretamente a todas elas.

  • Além do projeto de arquitetura, são necessários: projetos complementares (estrutura, hidráulica, elétrica, ar condicionado, paisagismo, terraplanagem, etc), e aprovação legal.

[space_20]

GASTOS DA OBRA:

  • Dependendo do caso, pode sair bem caro, e o custo é normalmente mais alto do que você está esperando.

  • Esperar a finalização total do projeto de arquitetura pode te ajudar a economizar na obra, pois assim é possível ter um orçamento mais detalhado, próximo do real.

  • Durante a reforma existe um pico de gastos: mais ao final da obra (aprox. a 60/70% da obra concluída) com a compra dos acabamentos, que coincide também quando as parcelas dos gastos anteriores se acumulam. Esteja preparado!

  • Durante a obra existem gastos com: mão de obra, material bruto, material de acabamentos, louças e metais, iluminação, marcenaria, etc.

[space_20]

A OBRA:

  • Reformar leva tempo, não apresse as coisas.

  • Por mais que o arquiteto planeje tudo com antecedência, a obra depende de muitos outros profissionais, portanto imprevistos acontecem, não entre em pânico!

  • Todo o processo é estressante: dinheiro, prazos, serviços mal feitos, imprevistos, gerenciamento de pessoal na obra, etc. Mantenha a calma e evite discutir com os profissionais, para manter um bom clima no ambiente da obra. Se preferir, deixe que o arquiteto lide com determinadas situações.

[space_20]

E por fim o mais importante: reformar é um investimento que precisa ser muito bem planejado. Mas quando a obra estiver concluída todo o estresse desaparece e você percebe o valor daquele investimento, quando se sente grato e feliz pelo resultado!